segunda-feira, julho 10, 2006

A Vingança de Nimrode: O Esquerdismo Global

A Bíblia Sagrada nos conta - no livro de Gênesis - como um homem poderoso chamado Nimrode tentou desafiar a Deus construindo um edifício que poderia tocar no céu.
Desta maneira ele poderia aumentar o seu orgulho e força perante os homens. Deus evitou que Nimrode e seus seguidores pudessem terminar o mais alto edifício da terra criando uma grande confusão entre eles. Começaram a falar em línguas diferentes de modo que um não poderia entender o outro. Falantes de mesma língua saíram da Mesopotâmia e começaram a popular outras partes do mundo. A construção nunca terminou e ficou conhecida como a "Torre de Babel".
Esta foi a primeira vez que o homem pensou que era mais poderoso do que Deus. Naquela ocasião Deus venceu.

Mas desde este episódio, a humanidade tem novamente unido suas forças. Temos internet, temos aviões, temos telefones e temos a globalização. Até mesmo a barreira da linguagem não é mais um obstáculo às pessoas em volta do globo para comunicarem-se umas com as outras;
Todas estas coisas não são por si mesmas boas ou más, mas criaram as condições para o surgimento de uma Nova e Global Liga AntiDeus.

Isto poderia ser descrito como "A Vingança de Nimrode".

Por quê? Porque as causas fundamentais de todo o esquerdismo não são a lógica ou o racionalismo.
Não. Não encontramos, sob a visão científica, nenhuma prova definitiva de inexistência de Deus. Nem a evidência de sua existência.
A ciência nunca responderá esta questão de modo definitivo por que nunca poderemos ver a face de deus diretamente. Podemos somente encontrar pistas ou sinais de sua existência. Mas estes sinais somente podem ser interpretados como evidência de Deus SE pudéssemos conhecer a natureza de Deus. Sem isso não temos condições de formular uma só hipótese sobre esta natureza. E sem um pressuposto básico, uma teoria, as pistas ou sinais encontrados são em grande parte inúteis por não terem significado. Ou significam em demasia, dependendo do ponto de vista de cada um.
Desta maneira então, lógica e racionalismo provam coisa alguma em relação à natureza ou a própria existência ou não de Deus.

Mas temos observado um padrão de pensamento cuidadosamente criado e aplicado a estes possíveis "sinais" de Deus nos três últimos séculos. Neste período uma escola de pensamento tida como "racional" tem afirmado que tudo o que não podemos explicar através da razão e da lógica deve ser excluído do campo das ciências. Podemos encontrar este padrão no trabalhos de Newton, aliás, a maravilha de um mundo totalmente lógico dirigido por leis imutáveis, um modelo para toda a paisagem científica futura foi criado por Sir Isaac Newton.
Isto foi brilhantemente demonstrado pelo filósofo Olavo de Carvalho (citando Émile Boutroux ou nos textos de sua autoria). Tive o prazer de assistir algumas de suas aulas durante 2004-05.

Não estou negando aqui as descobertas de Newton. Somente estou descrevendo as raízes da nova versão de Nimrode em sua volta triunfal à terra.

Razão e lógica, depois da criação deste modelo - um modelo de ciência que exclui qualquer indício de metafísica de seu corpo - se tornou ao longo do tempo somente uma desculpa para simplesmente negar a Deus.

O quê o criacionismo aparenta para a ciência atual? Um retorno a idade das trevas medieval. De acordo com esta visão existia somente escuridão antes de Newton.

Mas havia luz antes de Isaac Newton. Haviam pelo menos quatro luzes-guias fundamentais à humanidade: Sócrates, Platão, Aristóteles e a mais brilhante de todas: Jesus Cristo. Os três predecessores de Cristo foram fundamentais para compreensão de Seu significado para a humanidade, como depois demonstram Tomás de Aquino e Santo Agostinho.

O legado de Aristóteles & Jesus Cristo também está se beneficiando da globalização e da internet, mas a onda avassaladora do novo paganismo científico e do satanismo acaba por deixar qualquer outro fluxo de pensamento quase submerso.

Nós, de alguma forma transformados em mantenedores desta tradição de conhecimento, lutamos contra esta nova Torre de Babel. Mas vemos seu poder crescer cada vez mais. Quase obscurecendo a visão do céu. O mundo e as questões mundanas são tudo o que importam na vida de muitos dos que vivem à sombra da nova glória de Babel.

Vemos seu poder crescente. Seus marionetes em todos os lugares: Castro, Fidel, Evo, Lula, Zapatero, ONU, Irã , Al-Qaeda e até mesmo dentro mesmo da cristandade.

Sabemos que somos pequenos e fracos demais para pará-los, mas aqui estamos nós: Na cara deste Grande Dragão Vermelho.
E bem diferente das páginas do Gênesis, Deus parece olhar isto tudo e esperar. Quando é que Ele irá intervir?
Por que Deus é a nossa única esperança.

E uma Nova Esperança é tudo o que precisamos.

8 comentários:

Anônimo disse...

Concordo plenamente que somente uma nova Intervenção Divina será capaz de reconduzir a humanidade de volta ao caminho original traçado por DEUS.

Jorge Arbusto Sr. disse...

A imagem é do "Metropolis" de Fritz Lang?

HelioPereiriano disse...

Uma interessante analogia a de associar Ninrode ao globalismo. Foi você que teve esta idéia ?

Enquanto você pensa, acho que vale a pena conferir meu primeiro artigo de verdade nos Bolgs Coligados. Neste artigo eu tento propor uma revolução (ou contra-revolução) liberal, baseado no problema da hegemonia esquerdista e nos esboços gerais formulados pelo Olavo de Carvalho e o no Ubiratna Jorge Iório.

Luís Afonso disse...

Respostas:
Jorge - Sim. A imagem é de Metropolis, um filme que traz a imagem de velha Babel e da nova Babel - que é Metrópolis, sob um certo aspecto.
Helio - Eu tive esta idéia e escrevi no meu blog em inglês na sexta. http://againstred.blogspot.com
Depois descobri textos conservadores fazendo a mesma analogia.. Vou comentar eles por aqui. Sobre o teu texto, irei lê-lo com atenção...

Eliot D. Chambers disse...

Quando os fundadores da última Babel, a nova ordem planejada pelos nimrodes globalistas presentes na ONU, CFR, entidades bilionárias e ordens secretas alardearem paz e segurança para todos, virá sobre eles repentina destruição, segundo a Bíblia.

A partir daí, quem dará as cartas será o Rei Jesus!

Abração, LA, e me perdoe por ainda não ter te linkado. Fui!

Nagel disse...

Luís, muito boa sua percepção. MAs há aquela certeza de que Deus age misteriosamente. Onde está Ele que não intervém?, perguntamos. Esperemos por Ele.

Abraços.

Raphael disse...

Eliot D. Chambers,

Voçê está certo em partes, mais a vinda do Rei Jesus Cristo virá após a vinda do anticristo! Que será exatamento após as guerras e destruições enganando o povo com suas maravilhas trazenda a falsa 'segurança', aí sim vem o glorioso Rei dos Reis, Jesus Cristo com a prisão da Besta.

Anônimo disse...

Nimrode e seus apoiadores da Torre de Babel não foram mortos por um deus descontrolado e selvagem como dizem os ateus sobre o deus biblico.
Ele foi frustrado no desafio a vontade de Deus declarada a Noé para os homens se espalharem.

Apesar disso ele fundou Babilonia e a cultura dela até hoje impregna todas as religiões inclusive as que se dizem cristas como o Catolicismo e os chamados evangélicos. Crenças na imortalidade da alma, inferno, Trindade e outras práticas foram carregadas por aqueles construtores até nós hoje em dia.
A Cristandade também promove ideias de Nimrode e seus desdentes....