sábado, novembro 06, 2004

Carta para Paulo Santana, de Zero Hora

Prezado Santana:

Seus comentários sobre a vitória de Bush do dia 04/11 são o típico produto da desinformação fomentada pelos nossos jornais e televisões democratas sobre as eleições norte-americanas.

O primeiro argumento de que Bush mentiu sobre as armas de destruição em massa é risível: a "mentira" então foi fabricada pela própria ONU,uma vez que sua resolução 1441 fala exatamente sobre isso: O Iraque teria de apresentar provas da destruição das armas ou....
Bush simplesmente completou os pontinhos - exatamente como Clinton, aquele presidente que só mentia sobre suas aventuras sexuais ou sobre o uso de maconha para consumo próprio. O problema é que a ONU esperava que os pontinhos fossem "esperar até que Saddam tenha paciência de nos
atender"... Bush achou que era "ou nós vamos invadir a sua praia".

A acusação de gostar da Guerra é ridícula: se for verificar que o único país em que, numa eleição virtual mundial para presidente dos Estados Unidos, Bush venceu foi o Iraque. Exatamente o país o qual os seus "defensores" - defensores dos terroristas , bem lembrado - diziam que os EUA haviam invadido e que a "resistência" era justa...

O seu comentário , em resumo, é um amontoado de besteiras e mentiras que a mídia predominantemente democrata dos Estados Unidos (e aqui a totalidade) tentou impingir ao mundo inteiro. Nos Estados Unidos,felizmente não conseguiu.

Lá existem os meios alternativos de informação: programas de rádio conservadores como o de Rush Limbaurgh, sites de informação como o de Matt Drudge e centenas, milhares de blogs e grupos de discussão na internet que conseguiram furar o bloqueio de desinformação democrata.

Para cada paquidérmico Michael Moore haviam dezenas de pessoas esforçadas e comprometidas com a VERDADE! Se tu por acaso assisitires ao FahrenHYPE 911 (DOCUMENTÁRIO que refuta todas as mentiras do gorducho) vais saber como é.

Houve também "UNFIT FOR COMMAND" o livro dos veteranos de guerra companheiros de Kerry revelando a verdadeira natureza de sua passagem pelo Vietnã: covardia e traição.

Havia muito mais. Mas o mais importante é que a família americana compreendeu a natureza diversa dos candidatos: um é pró-familia, anti-aborto, anti-casamento gay, que sabe que existe o certo e o
errado e que ditadores são bons só quando não se vive abaixo de um....

Esta é a grande verdade....

Santana, para tu te informares mais e melhor sobre o mundo e sobre os acontecimentos que o cercam sugiro que não vá tão longe: Leia as colunas do filósofo Olavo de Carvalho, aí mesmo na Zero Hora,
quinzenalmente aos domingos.

Começará a compreender do por quê a sociedade americana rejeitou em peso a candidatura Kerry...

PS.: Incluo uma foto de um refugiado do Sudão mostrando a verdadeira natureza do mandato de George Bush.


SDS,
Luís Afonso

domingo, outubro 31, 2004

Eleições nos EUA : Parcialidade de ZH faz "Scola"

ÚLtima cartinha para Zero Hora, enviada em 29/10/04 - sexta-feira.

"Prezados:

Quarta cartinha desta semana sobre o mesmo tema.
Hoje vocês se superaram, hein? Depois de dois dias como diabo foge da cruz - e talvez por causa de algum escrúpulo jornalí­stico residual em saber que tinha dado capa a uma mentira do New York Times sobre os estoques sumidos do Iraque - hoje ZH volta à sua forma habitual.
O "correspondente" Daniel Scola mente ou pelo menos esconde novamente a informação de terça-feira da NBC de que as armas sumiram ANTES da chegada dos americanos em Bagdá.
Qual a utilidade mandar alguém aos Estados Unidos "cobrindo" a eleição desta forma?
Eu, daqui do Brasil sei muito mais do que este indiví­duo sobre a eleição americana e sobre este caso das armas no Iraque.
Hoje sexta feira, já se sabe com algum grau de certeza que foi a Rússia, antes da tomada de Bagdá quem levou as armas para a Sí­ria.( http://frontpagemag.com/Articles/ReadArticle.asp?ID=10111)

Se o repórter não sabe disso, me permito atualizá-lo.
Media Disgrace - artigo de Thomas Sowell -(http://www.townhall.com/columnists/thomassowell/ts20041029.shtml)
Artigo da própria CBS de abril de 2003, mostrando que as armas já tinham sumido antes da chegada dos americanos, refutando a corrente história da própria CBS e do NYT
(http://www.cbsnews.com/stories/2003/04/04/iraq/main547667.shtml)

Isso sem falar nos na intenção da CBS em mostrar a reportagem no 60 min, dois dias antes das eleições....


Parcial eu?
Com tudo isso nas costas o "repórter" ainda faz questão de lançar dúvidas sobre o New York Post de Rupert Murdoch.
Uma semana atrás o NYT lançou oficialmente o seu apoio à Kerry. Há um mês Dan Rather da CBS acabou com sua carreira por um falso documento relativo à carreira de Bush.
Agora o NYT dá capa para mais uma mentira...
Falando em parcialidade, a presente edição de ZH mostra três fotos de Kerry, sendo uma na contracapa, contra uma de Bush, cita textualmente longos trechos do discurso de Kerry sendo que há apenas duas linhas que são concedidas a uma pobre eleitora de Bush...
Esta é a imparcialidade de ZH e do repórter , que ainda tem coragem de insinuar que os veí­culos de Murdoc h ão "parciais"?

Olha, sinceramente, ao invés de mentir aos eleitores, ZH poderia fazer como na quarta e na quinta, dias em que se omitiu de comentar o assunto.
Hoje a convição de qua ajudar Kerry de qualquer maneira parece ter voltado ao seu pico. Como se as eleições fossem por aqui ou o Brasil tivesse algum peso na disputa.

A falha em retratar o verdadeiro debate sobre as eleições americanas fará de ZH uma ví­tima lateral na fatal exploão do BombGate - como agora está se chamando nos EUA o caso da farsa das armas "sumidas" - exatamente no colo dos seus criadores, junto com a própria candidatura Kerry....

Até quarta... Se nenhuma nova Oktober Fest democrata roube o resultados das eleições...
Talvez seja me mesmo publicar receitas culinárias no lugar da "cobertura" das eleições americanas.
De quebra poderia ajudar no Fome Zero" ...

Luí­s Afono